quarta-feira, 30 de novembro de 2011

HOME de Yann Arthus-Bertrand

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Turismo mais eficiente energeticamente

O Turismo de Portugal elaborou um estudo que determinou que 63% dos empreendimentos turísticos estão sensibilizados para a implementação de boas práticas na área da energia.

A climatização com intensidade regulável pelo cliente e ar condicionado eficiente são acções já adoptadas por mais de 94% dos hotéis de 5 e 4 estrelas e por 86% dos hotéis de 5 estrelas. Já o aproveitamento de energia solar para aquecimento de água tem a sua maior expressão nos hotéis de 3 estrelas (33% destas unidades).


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Dia da Floresta Autóctone

O passado dia 23 de Novembro foi estabelecido como Dia da Floresta Autóctone para promover a importância da conservação das florestas naturais, apresentando-se simultaneamente como o dia mais adaptado às condições climatéricas de Portugal e Espanha para se proceder à sementeira ou plantação de árvores, alternativo ao Dia Mundial da Floresta, 21 de Março, que foi criado inicialmente para os países do Norte da Europa.

A plantação de árvores no da Primavera em Portugal apresenta frequentemente um baixo sucesso associado ao aumento das temperaturas e redução das chuvas que se faz sentir com a proximidade do Verão.

As florestas autóctones portuguesas são áreas de árvores de origem portuguesa, ou seja, mais adaptadas às condições de solo e clima do território, mais resistentes a pragas, doenças e a períodos longos de seca e de chuvas intensas, em comparação com as espécies introduzidas. Estas, como são originárias de outro país, são menos resistentes às mesmas condições.

Cerca de 38% do território continental português é constituído por área florestal, representando uma mais-valia efectiva na conservação da Natureza e da biodiversidade, na produção de oxigénio, na fixação de gases com efeito de estufa (dióxido de carbono), protecção do solo e manutenção do regime hídrico.

Fonte: Naturlink

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Semana Europeia de Prevenção de Resíduos

No passado dia 19 de Novembro teve início a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (EWWR). Até ao dia 27 são realizadas diversas actividades sobre resíduos em Portugal e noutros países europeus com o objetivo de sensibilizar a população sobre esta temática.

A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (EWWR) foi celebrada pela primeira vez em 2009, integrada um projecto de três anos que conta com o apoio do programa LIFE+ da Comissão Europeia.

Desde essa altura que se assiste a um aumento das acções realizadas: este ano estão contabilizadas cerca de 300 em Portugal e 7035 distribuídas pelo território europeu, actividades disponíveis para consulta no portal
www.eunaofacolixo.com. A nível nacional a Agência Portuguesa do Ambiente é a entidade organizadora em parceria com a Lipor.


Fonte: Naturlink

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Liga-te à corrente

As questões sobre a energia e o ambiente são cada vez mais uma realidade de entre os assuntos no contexto escolar dos primeiros anos de aprendizagem. Assim nasceu o VEME - Veículo Educativo de Mobilidade Elétrica, com a noção de que educarmos cidadãos mais conscientes da realidade nestas áreas poderá contribuir para que no futuro todos os desafios se possam tornar em grandes oportunidades.

Clicar em cima.

O local a intervir é, por excelência, a escola, uma vez que é um lugar privilegiado de aquisição de valores e promoção de atitudes e comportamentos. Indo ao encontro dos objetivos da sua existência, a AMES desenvolveu o conceito do VEME, um projeto pioneiro em Portugal. Neste contexto, esperamos cooperar com este projecto para a sensibilização mais eficaz da população escolar, incutindo uma perspectiva de desenvolvimento sustentável.

Assim, as atividades dinamizadas neste veículo e realizadas pela AMES estão agora disponíveis para toda a comunidade educativa e iniciativas cujo âmbito se identifique com os objetivos da sua existência, bastando clicar em cima da imagem para aceder ao seu conteúdo, assim como no site da AMES (imagem do João e da Joana).

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Apoios à eólica e solar já sofreram cortes na Europa

Alemanha, Dinamarca, Itália e Espanha são alguns dos países que já sofreram cortes na subsidiação das energias renováveis, face à necessidade de restringir custos que acabam por se repercutir nas tarifas pagas pelos consumidores.

Na Alemanha os cortes começaram a fazer-se sentir ainda em 2009 no sector do solar, tendo sido já anunciado que as tarifas negociadas para a indústria solar para 2012 poderiam ser suspensas.

A Dinamarca também iniciou o processo de phase out em 2009 na energia eólica, com o propósito de favorecer outras fontes de energia, como a solar, hidrogénio ou biomassa.

Em Itália, os subsídios para a energia solar projectada para o período de 2011 a 2013 deverão permanecer em vigor apenas para os sistemas instalados antes de 1 de junho de 2011. Na eólica, os cortes são da ordem dos 22 por cento, e têm efeito retroactivo, ou seja, aplicam-se a sistemas que também estão em operação.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Energia eólica será tão barata quanto o gás natural em 2016

Um relatório da Bloomberg New Energy Finance revela que o preço da eletricidade gerada a partir da energia eólica vai descer 12% nos próximos 5 anos como consequência de uma combinação de equipamentos mais baratos e ganhos na eficiência do que diz respeito à produção, o que fará com que a média dos Parques Eólicos compita ao mesmo nível com a produção das centrais a carvão, gás natural e nucleares.

Isto será possível graças à combinação de dois factores: a “experience-curve” de 7%, que consiste numa redução de 7% do custo da produção de energia a cada duplicação da potência instalada, e a melhoria da eficiência na produção de energia eléctrica, associada ao aumento do “capacity factor”, possível devido aos avanços tecnológicos que têm permitido construir turbinas maiores e mais altas, com uma melhor aerodinâmica, etc.

O preço da energia elétrica produzida a partir da energia eólica tem vindo a diminuir passando de 200 euros por MWh em 1984 para 52 euros por MWh em 2011. Por outro lado, a diminuição dos custos das turbinas devido à competição no mercado e à redução das despesas de manutenção fará com que o preço das turbinas, e consequentemente, o preço da energia que produzem, se torne ainda mais baixo.

Fonte: Naturlink

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Australiano inventa equipamento que colhe água do ar

Um aluno da Universidade de Tecnologia de Swinburne é o jovem inventor responsável pelo desenvolvimento de uma técnica de arrefecimento antiga num novo conceito de irrigação a que chamou Airdrop.

Este sistema utiliza um simples processo de condensação para colher água do ar, sendo este recolhido através de uma turbina e canalizado para o solo através de uma rede de tubos onde é arrefecido à temperatura do solo. A água condensada é armazenada num tanque subterrâneo, pronta a ser bombeada através de uma mangueira de irrigação gota-a-gota subterrânea. Este aparelho está também equipado com um ecrã LCD para controlo dos níveis de água, pressão, carga da bateria solar e integridade do sistema.

O inventor está confiante que pode ser aplicado com sucesso em culturas agrícolas maiores. “Esta solução low-tech é perfeita para agricultores rurais. É algo que pode ser instalado e algo que podem manter… tirando água do ar para irrigar as suas culturas.”


Fonte: Naturlink

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Holanda aposta no gás renovável

A dinamização do mercado de “green gas” – gás de fonte renovável – na Holanda foi dada como exemplo no decorrer do último painel do Fórum Internacional da Energia, que decorreu quarta-feira integrado na Expo Energia 2011. Actualmente, cerca de 50% do consumo energético primário holandês é assegurado por gás natural. Daí que o país esteja a apostar neste segmento para alcançar as metas europeias de integração renovável de 20 por cento, através do investimento em biogás.

«Outros países estão a usar o standard estabelecido [na Holanda]», lembrou o especialista. Segundo os dados apresentados na conferência, relativos a 2009, a produção de biogás na Europa aumentou 4,3%.

Fonte: AmbienteOnline

Gás Natural

O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves que, à pressão atmosférica e à temperatura ambiente, surge no estado gasoso. Este gás é inodoro e incolor, não é tóxico e é mais leve que o ar. As reservas deste combustível são grandes e a sua utilidade é vasta. A origem do gás natural é fóssil, resultando da decomposição da matéria orgânica fóssil no interior da Terra, podendo ser encontrado em rochas porosas no subsolo.


O gás natural é uma fonte de energia que apresenta várias vantagens. Por um lado, tem um impacte ambiental baixo, uma vez que a sua queima produz uma combustão limpa. O seu uso é, ainda, um factor de diminuição da desflorestação. Uma vez que circula e é distribuído por gasoduto, o gás natural diminui a dificuldade de transporte e de manuseamento, bem como o tráfego de pesados, eliminando, ainda, os riscos de armazenamento associados a outros combustíveis.

A questão da segurança é, igualmente, importante. Por ser mais leve que o ar, em caso de fuga, dissipa-se rapidamente. Esta é uma diferença determinante em relação ao gás de cozinha, que, sendo mais pesado que o ar, tem tendência a concentrar-se no local da fuga, aumentando o risco de incêndio e explosão.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Notícias soltas #12

Em 2010 o mundo emitiu mais 512 milhões de toneladas de carbono para o ar do que em 2009, um aumento de seis por cento.


“É um grande salto”, disse por sua vez Tom Boden, director do Centro de Análise e Informação do Dióxido de carbono que faz parte do departamento de energia, do Laboratório Nacional de Oak Ridge. “Do ponto de vista das emissões, a crise financeira mundial parece ter terminado.”




Pelo menos 80% das receitas das licenças de dióxido de carbono (CO2) do sector eléctrico serão usadas para compensar os sobrecustos da produção de energia renovável, garante o Ministério da Economia.


O ministério diz que o Governo se encontra “em linha” com o princípio da Directiva 2009/29/CE que obriga a aplicar, pelo menos, metade das receitas geradas pelos leilões de licenças de CO2 a um conjunto de finalidades, entre elas o desenvolvimento de energias renováveis.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

PVOAU no Bom Dia Portugal

Na sequência do arranque da acção de sensibilização junto dos restaurantes de Sintra para a correcta separação e valorização do óleo alimentar usado, poderá ver aqui a reportagem realizada pela RTP e transmitida no programa "Bom Dia Portugal" no passado dia 1.

Esta acção teve lugar no restaurante Taverna dos Trovadores, em São Pedro, e contou com a presença do Presidente da Câmara de Sintra, para além dos parceiros do Projecto, nomeadamente, AMES, Biological, Biomove, HPEM e Quercus.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Novo aerogerador silencioso

A Renewable Energy Solutions Austrália (RESA) apresentou recentemente um design inovador de aerogerador que está a entusiasmar como consequência do seu design que lhe permite funcionar sem, praticamente, gerar ruído, o que o torna uma alternativa aliciante às tradicionais e ruidosas turbinas pequenas de 3 pás.

A turbina eólica Eco Whisper tem 21,1 m de altura e é constituída por uma hélice de 6,5 m de diâmetro composta por 30 pás de alumínio irradiam para um anel exterior, design que evita o “spilling” do ar nas pontas das pás, causador de ruído.
A hélice está acoplada a um eixo de aço articulado, que lhe permite movimentar-se acompanhando as mudanças de direção dos ventos de forma a aproveitar sempre as correntes de maior intensidade, não necessitando de cauda por incorporar tecnologia “Slew drive”.

Produzindo 20 kW de electricidade este aerogerador foi pensado para satisfazer necessidades energéticas médio-elevadas de aeroportos, superfícies de escritório ou comerciais e universidades, gerando 30% mais energia do que as turbinas tradicionais num total de até 45 000 kWh anuais, em condições óptimas. A turbina caracteriza-se ainda por ser bastante óbvia visualmente, o que reduz o risco de colisão por parte de aves.

Fonte: Naturlink

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Projecto da maior piscina do mundo vence concurso de construção sustentável

A empresa alemã realities:united foi a grande vencedora da 3ª edição dos International Holcim Awards, concurso que distingue os mais inovadores projetos de construção sustentável. Flussbad, que envolve a transformação de parte do rio Spree no centro de Berlim numa piscina de 745 m de comprimento cuja água seria filtrada naturalmente pelo caniçal associado, é a grande vencedora da 3ª edição dos Holcim International Awards.

A firma liderada pelo arquiteto Tim Edler apresentou uma proposta de criação da maior piscina do mundo no centro de Berlim através da transformação de um troço não utilizado do rio Spree, no centro histórico da cidade, numa mega-piscina de 745 m de comprimento. A Flussbad, é, segundo os seus projetistas “muito simples e cost-efficient”, pois utiliza um sistema natural de filtragem da água que é o próprio caniçal associado, com 1,8 ha de área, e um dique para evitar que a água não purificada na parte mais baixa do rio entre na piscina.

O projecto prevê ainda a criação de uma envolvente de jardins e infraestruturas utilitárias como balneários, casas de banho e zonas de cacifos, ocupando no total 3,9 ha. A Flussbad foi idealizada com o objetivo de revitalizar o centro histórico de Berlim através da disponibilização de uma nova forma de usufruir da parte antiga da cidade.


Fonte: Naturlink